Como criar um aplicativo MAC

Em lazarus após compilar um binário no MAC é necessário criar um pacote (PKG), para tanto realize as seguintes operações:

  1. Entre no MAC OS X
  2. Selecione o PackageMaker para dar inicio a criação do pacote

Esta ferramenta(PackageMaker), permite através de uma interface gráfica, criar pacotes de instalação do seu aplicativo.

3. Crie uma pasta para seu novo instalador, conforme a figura abaixo:

 

Selecione a distribuição e modifique as informações sobre o pacote:

  • Título
  • User Sees
  • Install Destination
  • Certificate
  • Description

Conforme sua necessidade, na figura abaixo, estamos gerando um exemplo de projeto criado:

Agora inclua os fontes que precisa utilizar, na pasta Contents, conforme ilustração abaixo:

São informações pertinentes o Destination, que informa o local da instalação.

Agora na pasta Contents, click no botão Apply Recommendations, pronto!

Faça isso para todos os arquivos, e ao fim click em Build.

Você pode customizar também a Interface, clicando em Edit Interface, conforme figura abaixo:

 

 

Referencia: http://ptcomputador.com/Sistemas/mac-os/206825.html

Lazarus no MAC

O desenvolvimento de aplicações multiplataforma nunca foi tarefa fácil.


Os obstáculos para criação de ferramentas homogêneas multiplataforma, sempre foram questão de grande comoção e tem sido pungente sua necessidade.

Até a bem pouco tempo atras,  o JAVA era uma das poucas linguagens que cumpria com certo grau de satisfação essa tarefa.

Porem, há alguns anos o Lazarus, uma IDE, baseada em Pascal Objects, tem evoluído  e hoje torna-se uma referencia para desenvolvimento multiplataforma.

Com uma interface muito próxima ao antigo Delphi, e com código nativo, os projetos em Lazarus agregam performance e estabilidade.

Porem, há ainda um longo caminho a ser vencido, no tocante a uma ferramenta  multiplataforma realmente eficiente.

Mas gostaria de deixar meu comentário, e quem sabe ser mais um que um deslumbre de um  futuro promissor para o Lazarus, onde este ecoará entre as ferramentas de ponta do mercado.

Vamos acompanhar sua evolução na esperança que esta promessa se cumpra.

 

Usando o GITHUB

Estaremos apresentando aqui a segunda parte do projeto git.

 
Onde usaremos as funcionalidades diretamente no meu repositório git:

https://github.com/MarceloMaurin/srvSMS

Para tanto primeiro precisaremos baixar a versão do nosso repositório, clonando ele localmente:

git clone https://github.com/MarceloMaurin/srvSMS

Se estiver no linux, o ideal é estar como super user (root).

Agora, precisamos entrar na pasta do projeto criado, digitando:

  cd srvSMS

Em seguida um ls para listar os arquivos:

Se dermos um make compile, no nosso projeto verificaremos dois erros no arquivo srvSMS.c, conforme apresentado na figura abaixo:

Para corrigir este problema, irei realizar a seguinte atividade:

  1. Criar um branch BUG01
  2. Correção do problema
  3. Subir o Branch
  4. Atualizar a MASTER com o Branch corrigido.

Criando um branch BUG01

Para criar um branch, edite o seguinte comando:

git branch BUG01

Agora, precisamos apontar para esta branch, para tal, damos o seguinte comando:

git branch BUG01

Para confirmar que houve a alteração, vemos qual o branch ativo, através do comando:

git branch

Segue um exemplo dos comandos realizados:

Correção do problema

No nosso código, podemos inicialmente ver, que ambos os warnnings são simples “esquecimentos”:

Onde o primeiro, faltou declarar o parametro job_telefone.

Já corrigido o segundo erro, tratamos de gravar com :wq (vi)

Desta forma, temos uma versão corrigida do problema.

Para confirmar, realizamos a compilação:

Para finalizar, realizamos o commit das mudanças, dando o comando:

git commit -m "motivo do commit"

Caso, ainda não tenha definido as variaveis globais, defina antes do commit:

git config --global user.name "seu nome"

git config --global user.email "seu email"

Conforme figura abaixo, o resultado do commit:

Subir o Branch

Agora, iremos subir o código para o branch, para tal, precisamos dar o comando :

git push -u origin BUG01

 

Atualizar a MASTER com o Branch corrigido

Para realizar a finalização, atualizando o master com a mudança do branch, precisamos primeiro pegar a master

git checkout master

Em seguida atualizar a master com as mudanças da branch que gerei (BUG01)

git merge BUG01

e por fim, commitar as mudanças para o servidor

git push

 

Atualização  do GITHUB

Por vezes, precisamos atualizar uma cópia local com a ultima versão do GITHUB, para tanto, precisamos puxar as atualizações do servidor para a maquina local.

Para tanto, usamos o seguinte comando:

git pull

 

 

Extra Manipulação de Branch

Para manipular as branches use os seguintes comandos:

Renomear a branch atual

git branch -m <nome-branch>

 

Apagar uma branch do servidor github

git push origin --delete <branch>

ou apenas do local por

git branch -d BUG01

Fazendo Merge pela interface gráfica

Para usar a interface gráfica, siga os passos:

Usaremos o winmerge como modelo de merge:

Download: http://winmerge.org/?lang=pt_br

ou no repositório Source Forge:

https://sourceforge.net/projects/winmerge/

Configure a ferramenta, pelo comando:

git config --global --add merge.tool winmerge
git config --global -add mergetool.winmerge.path "C:\Program Files (x86)\WinMerge"

Para chamar o winmerge, chame o git na sintaxe:

git mergetool

Criar uma TAG

Tag é uma marcação para criação de pacotes.

Sua sintaxe:

git tag <nome da tag> [<hash do branch>]

Para listar :

git tag

Para subir ao servidor:

git push --origen <tag>

Apagar tag

git tag -d <tag>

Apagar do servidor

git push --origen --delete <tag>

 

Dica para substituir o Visio

Uma boa dica para montagem de diagramas como o visio é o site https://www.draw.io/

Este site se conecta a sua conta do google drive, permitindo que voce crie pelo browser diagramas de uma variedade incrível e totalmente gratuito.

Com uma interface muito semelhante ao visio da microsoft, o draw é uma boa pedida para este fim.

 

 

GIT

GIT oque é

GIT é uma ferramenta multi plataforma de controle e versionamento de fontes de programas.

Download

Entre no site https://git-scm.com/ e baixe a versão mais nova em sua plataforma.

Instalação

Linux/Debian

Para instalar o git no linux/Debian basta dar:

 apt-get install git

Mac

Para instalar o git no mac, baixe o instalador desta plataforma e rode. Voce vai precisar autorizar em security;

No windows

Baixe a aplicação e execute o mesmo, seguindo, next , next , finish.

Configuração do GIT

Git Bash

Interface nativa do git colorida

Semelhante ao prompt do cmd, porem tem cores que mostram detalhes da interface.

Para utilizar, entre na pasta que utilizará o git, botão direito, e adicione git bash here, conforme figura acima.

Atribuindo usuário

git config --global user.name "nomeuser"

Atribuindo email

git config --global user.email "marcelomaurinmartins@gmail.com"

Vendo configurações

git config --global --list

Criando um repositório

O Repositório adiciona e controla seus fontes do projeto

cd pasta_do_rep

git init

Adicionando arquivos no git

git add nome_arquivo

ou apenas os do tipo pas

git add *.pas

ou para todos os arquivos

git add --all

Status do Repositorios

Para verificar o status do repositório local com relação ao servidor, faça:

git status

 

Fazendo Commit

O Commit é o ato de enviar suas atualizações para o servidor.

para tal, faça:

git commit -m "Notas de mudança"

Vendo Histórico LOG

git log

No exemplo a baixo, podemos ver as informações de cada commit realizado.Neste exemplo, cada commit gerou um hash de commit, que pode posteriormente ser utilizado para comparação.

Caso queira mais informações, use:

git log --stat

 

Comparar commit

Para comparar commit, realize a seguinte operação:

git diff <commit1> <commit2>

Usando o log, podemos pegar os hash destes commits.

Ficando como se segue:

Checkout de versão

Voltar uma versão do git anterior

git checkout -b <hash>

para o ultimo (master), atual!

git checkout master

para reverter apenas um arquivo

git checkout <arquivo>

para reverter todos

git reset --hard

Para limpar os arquivos não rastreados, novos

get clean -f

ou para ver a opção de menu (interativo)

get clean -i

Criando lista de tipos inválidos para git

Para criar uma lista de tipos (extensões) invalidos no git, crie um arquivo no windows .gitignore.

ou no linux .gitignore 

No arquivo, .gitignore faça uma lista, como se segue.

.java

.exe

.dll

Removendo os arquivos executáveis do rastreamento

git rm -r --cached *.exe

Clonando Repositório

Para clonar um repositório, faça a seguinte sintaxe:

git clone <url_ou_diretorio_git>

Comando push

O Comando push, é utilizado para subir para o servidor todos os commits dados na maquina, sua sintaxe é:

git push

 

Meus projetos no GIT

Segue meu perfil no GIT:

https://github.com/MarceloMaurin

Peço desculpas aos colegas, a maioria dos meus projetos ainda não estão no GIT.

Estou como tantos outros, migrando meus projetos para o GIT.

Atualmente uso o source forge:

https://sourceforge.net/u/mmaurinmartins/profile

 

Nos próximos artigos, estarei mostrando como atualizar um repositório no servidor github.